Quarta, 19 de Junho de 2024 23:13
(11) 97588-9546
21°

Tempo limpo

São Bernardo do Campo, SP

Dólar com.

R$ 5,42

Euro

R$ 5,83

Peso Arg.

R$ 0,01

Cotidiano Educação

Consórcio ABC discute criação do Instituto Federal do Grande ABC

Proposta foi apresentada por coordenadores de movimento durante assembleia de prefeitos

11/07/2023 18h48 Atualizada há 11 meses
Por: Jornal ABC News Fonte: Jornal ABC News
Divulgação
Divulgação

A instalação de uma unidade Instituto Federal (IF) do Grande ABC integrou a pauta da assembleia mensal dos prefeitos no Consórcio Intermunicipal Grande ABC, realizada nesta terça-feira (11/7).

 

A proposta foi apresentada por representantes do Movimento Pró-criação do Instituto Federal do Grande ABC, entidade da sociedade civil que milita em favor da implementação da unidade de ensino público na região.

 

Coordenadores do movimento, Marineide Gomes, Mirna Busse e José Amilton de Souza trouxeram estudos de demanda e potencial econômico para instalação do IF no Grande ABC. 

 

O objetivo do grupo é a criação de um instituto federal autônomo que possa atender a todas as necessidades do Grande ABC. A reinvindicação existe desde 2013 e contempla a demanda de empresas e sindicatos por ensino técnico e integral nas unidades.

 

Os IFs são entidades de ensino associadas ao Governo Federal voltadas para a educação profissional, científica e tecnológica. Como cada unidade é constituída por uma rede de campus, um único IF pode ser responsável pela administração de diversas unidades de ensino. É o caso do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), que conta com 37 campi espalhados pelo estado.

 

O Movimento Pró IF-ABC defende a criação de uma unidade própria no ABC, com autarquia e reitoria próprias e atuação autônoma. Desta forma, a instituição será diferenciada pedagogicamente, seguindo demandas específicas da região.

 

Entre os benefícios do equipamento para a região, o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira, destacou a especialização da mão de obra por meio de uma unidade de ensino pública e gratuita.

 

“Existe uma demanda grande das empresas da nossa região por trabalhadores com curso profissionalizante ou técnico. Temos muitas pessoas formadas em faculdades de várias profissões, mas existe uma demanda por cursos técnicos. Diante disso, o Instituto Federal vai ajudar muito a nossa região”, afirmou.

Foto: Helber Aggio/PSA

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.